terça-feira, 15 de junho de 2010

Sim, é tempo de Copa!

Ao contrários dos anteriores, esse ano demorei para entrar em clima de copa. A ficha caiu há poucos dias, mais precisamente, na véspera da cerimônia de abertura. Uma história em três turnos.

Manhã: recebi o e-mail de uma pessoa querida com o link para o clipe da música oficial da copa "Waka, Waka - This Time For Africa". Adorei o clipe. A música é contagiante, o colorido é muito bonito, as cenas selecionadas foram bilhetes para pequenas viagens em minhas memórias de copas do mundo. Sem falar que gosto muito de Shakira. Todas aquelas pessoas - adultos, crianças, homens, mulheres, de etnias diferentes, costumes diferentes - ligadas pelo futebol. Não posso precisar o que senti, mas foi algo tão bom..."Sim, é tempo de Copa".

Tarde: saí de casa rumo ao centro da cidade. No ônibus, circulando pelas ruas do bairro, vi várias ruas enfeitadas; entre um poste e outro, filas e mais filas de bandeirodas verdes e amarelas. Mais adiante, algumas pessoas trabalhando juntas: um homem sobre um escada atava a cordinha com bandeirolas na grade de um sobrado, do lado oposto rua, em outra escada, um rapazinho aguardava a conclusão da tarefa do primeiro para receber a ponta restante e prender em um poste; na calçada, algumas mulheres montavam as cordinhas, auxiliadas por crianças que corriam de um lado a outro agitando as bandeirolas. "Sim, é tempo de Copa".

Noite: chego em casa, e antes de descer do ônibus vi o lustre canarinho tomando metade da rua. Aqui o trabalho também estava em andamento. Sigo em direção à minha casa, e vejo que lá é o centro de operações: minha mãe, meus irmãos e alguns vizinhos granpeando bandeirolas, e outros dois colocando nos postes. Há muito tempo não via os vizinhos reunidos assim, ou talvez nunca tenha visto antes; de qualquer modo, me agradava a cena. Pessoas que apenas se cumprimentavam com um cordial "Bom dia", quando muito, convidavam para as festinhas de aniversário das crianças, ali, juntas, trabalhando para deixar a rua "no clima". Fora minha mãe quem capitaneara: saiu de porta em porta conclamando os vizinhos, organizou a "vaquinha" e distribuiu as tarefas. "Sim, é tempo de Copa!".

Essas três cenas fizeram-me recordar o motivo pelo qual, além do futebol, é claro, eu gosto tanto das Copas: o sentimento de união e proximidade que parece tomar conta do mundo...


4 comentários:

Arielma disse...

Pois é Paulinha! É Copa. Gostaria que esse sentimento que permeia esse momento fosse constante...

Arielma disse...

Pois é Paulinha! É Copa. Gostaria que esse sentimento que permeia esse momento fosse constante...

monicapazz disse...

Eu tb entrei na copa e mesmo com a saída do brasil estou de olho nas seleções que guerriam pela vaga na final! De olho tb nas manifestações que ocorrem no mundo das redes sociais sobre estas temáticas, ois decerto modificou nossa forma de ver/viver a copa, da mesma forma como ocorre nas eleições e demais acontecimentos.

Juan Carlos disse...

Isso e certo!!! Aqui na Espanha a gents sempre fican divididas por politica, intereses ou outras coisas, mas o futebol faz uniao muito forte. Gostaria muito que sempre foira assim!!!
Beijos Linda ;)